Secretaria da Educação do Estado mobiliza estudantes para as olimpíadas nas diversas áreas do conhecimento

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) já está mobilizando os estudantes da rede estadual de ensino para a participação nas olimpíadas das diversas áreas do conhecimento. A ação faz parte do projeto Bahia Olímpica, instituído  com o objetivo de estimular a participação e dar visibilidade ao conhecimento e às potencialidades dos estudantes. Nesse início de ano, as escolas já estão  difundindo as olimpíadas de Matemática, História do Brasil, Astronomia e Aeronáutica, e de Biologia, que estão com inscrições abertas (veja a relação abaixo). 

Considerando as redes estadual, municipais, particular e federal, a Bahia teve, em 2019, um total de 1.355 estudantes premiados, sendo 245 ouros, 410 pratas, 700 bronzes e 1.941 menções honrosas. Um exemplo de participação é o Colégio Estadual Governador Roberto Santos, no município de Paripiranga, que teve 12 estudantes de quatro equipes finalistas na 11ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), realizada em agosto, na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), em Campinas, São Paulo. Três estudantes da equipe Tríplice Aliança ganharam a medalha de bronze. O estudante Luis Victor Pimentel, 16, 3º ano, falou sobre a conquista. “Participar da olimpíada foi uma experiência inesquecível, pois, além de sermos premiados, trocamos conhecimento, fizemos amizades e conhecemos outro Estado”, afirmou.

A professora de História e orientadora dos estudantes, Elisa Ribeiro, falou sobre a importância de ter quatro equipes na competição. “Começamos com 14 equipes na escola e que chegaram até a última fase, para a qual foram classificadas quatro. Isso é muito gratificante, pois mostramos para o país que existe um trabalho de qualidade sendo feito na rede estadual de ensino da Bahia”.
Olimpíadas com inscrições abertas: 

Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP
Site oficial: www.obmep.org.br
Início das inscrições: 10 de fevereiro
Término das inscrições: 20 de março

Olimpíada Nacional em História do Brasil
Site oficial: https://www.olimpiadadehistoria.com.br/
Início das inscrições: 03 de fevereiro
Término das inscrições: 24 de abril

Olimpíada Brasileira de Astronomia e Aeronáutica
Site oficial: http://www.oba.org.br/site/
Início das inscrições: 21 de janeiro
Término das inscrições: 15 de março

Olimpíada Brasileira de Biologia
Site oficial: http://www.olimpiadasdebiologia.butantan.gov.br/#
Início das inscrições: 10 de fevereiro
Término das inscrições: 10 de março

EMITEC beneficia estudantes de áreas remotas da Bahia

Por meio do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), o Estado garante o acesso à educação aos estudantes que moram em áreas remotas da Bahia. Em 2019, o EMITEC atendeu a 18.107 estudantes de 133 municípios, totalizando 1.076 turmas. Desde 2011, quando foi implantado, o EMITEC já formou mais de 32 mil estudantes.

 O EMITEC faz uso de uma rede de serviços de comunicação multimídia, integrando dados, voz e imagem como alternativa pedagógica para atender a jovens e adultos que moram em localidades distantes ou de difícil acesso, onde não há oferta do Ensino Médio. As aulas são transmitidas via satélite e em tempo real, a partir dos estúdios de TV instalados no Instituto Anísio Teixeira, para 351 localidades afastadas dos centros urbanos. Os estudantes acompanham as aulas e tiram dúvidas com auxílio de um mediador e com a vantagem de estarem perto de suas casas.

 A estudante Viviane Barreto de Sena, 20 anos, moradora de Lagoa Bonita, distrito de Buritirama, está no 3º ano do EMITEC. Ela assiste às aulas no Centro de Ensino Estevo Moreira dos Santos e falou sobre a experiência. “Moro bem próximo da escola e o EMITEC facilitou muito para os estudantes da comunidade, principalmente para mim, pois sou casada e tenho um filho de dois anos e preciso ficar perto dele”, afirmou. Juliana da Silva Souza, 16, 3º ano, mora e estuda no povoado de Pirajá, distrito de Itamaraju, na Escola Municipal Eraldo Tinoco. “Levo 15 minutos para chegar na escola, onde tenho aulas através do EMITEC. Sem este acesso eu levaria em torno de uma hora de viagem para estudar na cidade mais próxima, que é Itamaraju. Graças ao EMITEC, posso ter um estudo excelente, com ótimos professores, sem ter que deixar a minha casa”.

Programa Saúde do Professor oferece serviços gratuitos para educadores e estudantes

Profissionais de diferentes áreas da Saúde prestam serviços gratuitos aos profissionais da Educação, por meio do Programa de Valorização e Saúde do Professor, desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado. O programa tem a proposta de reabilitar, prevenir e promover a saúde do docente, prestando assistência e apoio a esses profissionais no desempenho de suas atividades. O programa também atende estudantes e familiares, por meio de oficinas e palestras relacionadas a diversos temas, como o cuidado com a saúde mental, prevenção ao suicídio e ao câncer de mama.

O atendimento aos docentes é feito nas escolas da capital e do interior e no SAC Educação, que fica no Instituto do Cacau, localizado no bairro do Comércio, em Salvador. O programa oferece serviços gratuitos nas áreas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição, Serviço Social e Psicologia. Só em 2019, foram mais de 1.500 atendimentos individualizados, no SAC Educação e nas unidades escolares, e mais de 24 mil educadores foram contemplados com ações como terapia grupal, dinâmica de grupo e palestras em escolas.

Junto aos estudantes, o programa também vem promovendo palestras, oficinas e campanhas, dentre as quais estão a do “Setembro Amarelo”, de prevenção ao suicídio; além de Outubro Rosa e Novembro Azul, realizadas em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado (SESAB) e o PLANSEV.

Neste ano, o programa começou as atividades nas escolas durante a Jornada Pedagógica. Durante o evento, realizado de 3 a 7 de fevereiro, profissionais de Psicologia da Secretaria da Educação do Estado (SEC) falaram com os educadores sobre o tema “É preciso falar sobre saúde mental”. A atividade foi promovida em 40 escolas de Salvador.

A superintendente de Recursos Humanos da SEC, Rosário Muricy, falou da importância desta ação nas escolas. “Estamos neste ano letivo ampliando as ações do programa Saúde do Professor com palestras, oficinas, atendimentos, no propósito de dar apoio socioemocional aos profissionais e, também, aos estudantes e, se for o caso, aos familiares também. Para os nossos gestores e docentes é essencial reconhecer a importância das ações no olhar do autocuidado e da promoção à saúde. Promover um ambiente saudável é parte importante para o processo da educação”, disse, ao lembrar que o atendimento no SAC Educação pode ser agendado pelo telefone: 71-3117-1434.
Fotos: Ilustrativa / Geraldo Carvalho

Escolas estaduais poderão abrigar cursos de graduação da UFBA

Escolas da rede estadual de ensino poderão abrigar cursos de graduação oferecidos pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). A rede estadual de ensino já conta com experiências exitosas neste contexto por meio dos Complexos Integrados de Educação (CIEs), unidades da Secretaria da Educação do Estado (SEC), que funcionam em escolas localizadas em Porto Seguro, Itamaraju e Itabuna, em parceria com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), e em Ipiaú e Eunápolis, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB). A parceria com a UFBA foi discutida nesta terça-feira (11), pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues e pelo pró-reitor de Ensino e de Graduação da UFBA, Penildon Silva Filho.

Nos Complexos Integrados de Educação são ofertadas diferentes modalidades da Educação Básica e do Ensino Superior. A perspectiva é a de que, com a UFBA, sejam implantados cursos nas áreas da Saúde, do Teatro e da Tecnologia. O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, falou das expectativas do projeto com a UFBA. “Para nós, esta articulação e a aproximação com as universidades públicas é fundamental para fortalecer a Educação Básica e promover esta ponte, esta integração com o Ensino Superior, mediante a oferta de cursos; dos trabalhos de extensão; dos grupos de pesquisa; e da inclusão destas comunidades, além da relação com a Educação Básica”, destacou.

O pró-reitor Penildon Silva Filho falou sobre os próximos passos. “A nossa proposta é compartilhar espaços em escolas para, juntos, termos atividades de ensino, de pesquisa e de extensão que possam, inclusive, favorecer a formação profissional dos alunos no Ensino Médio. Estamos discutindo a possibilidade implantarmos nas escolas, por exemplo, um curso de Biotecnologia da UFBA; uma clínica-escola de Fisioterapia; uma clínica-escola de Fonoaudiologia; um polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB); e um campus universitário de Ciência, Tecnologia e Cultura, com a presença forte da Escola de Teatro”, destacou.

Sobre os complexos – Os Complexos Integrados de Educação têm buscado planejar, executar e avaliar um conjunto de ações inovadoras em conteúdo, método e gestão, direcionados à melhoria da oferta e da qualidade do Ensino Médio, na proposta de Ensino Integral.

O encontro com a UFBA também contou com a presença do subsecretário da Educação, Danilo Souza; da superintendente de Políticas para a Educação Básica, Manuelita Brito; do superintendente da Educação Profissional e Tecnológica, Ezequiel Westphal; do coordenador Executivo de Projetos Estratégicos da SEC, Marcius Gomes; do diretor do Instituto de Ciências da Saúde da UFBA, Roberto Paulo Correio, e da coordenadora da Universidade Aberta do Brasil na UFBA, Márcia Rangel, além dos professores da UFBA, Licko Turle e José Walter Andrade.

Foto: Claudionor Jr 

Secretaria da Educação do Estado realiza capacitação de cozinheiras e merendeiras em unidades escolares

Com o objetivo de qualificar as cozinheiras e merendeiras da rede estadual de ensino, a Secretaria da Educação do Estado (SEC) dá continuidade ao cronograma de atividades da Coordenação de Alimentação Escolar. Para isso, a SEC promove a 1ª Semana de Capacitação 2020 de Manipuladores de Alimentos das Unidades Escolares de Salvador, que reúne profissionais de diversas unidades escolares da região da Cidade Baixa. Nesta quarta-feira (29), a atividade aconteceu no Colégio Estadual Almirante Barroso, no bairro Paripe.

A ação, que prossegue nesta quinta (30), no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em San Martin, e na sexta-feira (31), no Colégio Estadual Almirante Barroso, em Paripe, passou também pelos colégios Presidente Costa e Silva, na Ribeira, e Ailton Pinto de Andrade, no Lobato. Temas como microbiologia; doenças transmitidas por alimentos (DTA´s); higiene dos alimentos; higiene pessoal; higiene ambiental; recebimento e armazenamento de alimentos; saúde do trabalhador; combate a pragas e vetores urbanos; e coleta de amostras estão sendo abordados.

A nutricionista da Secretaria da Educação, Daniele Freire, falou sobre a importância do evento, que está ocorrendo, simultaneamente, em todo o Estado. “Esta capacitação ocorre diante da necessidade de estarmos qualificando periodicamente os nossos manipuladores de alimentos, buscando oferecer uma alimentação segura e de qualidade, atendendo de forma parcial as necessidades nutricionais dos nossos alunos, conforme preconiza a legislação do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar)”, ressaltou.

A merendeira Nazalia Andrade Santos, 63 anos, do Colégio Estadual Almirante Barroso, uma das participantes da capacitação, falou sobre a oportunidade. “Gostei muito porque a nutricionista nos deu novos conteúdos, principalmente no que diz respeito à higienização. Agora, estamos mais capacitadas, o que vai ajudar bastante o nosso dia a dia”.

A também merendeira Adriana Brito dos Santos, 33 anos, do Colégio Monteiro Lobato, na Vista Alegre, também falou sobre os benefícios do curso. “Foi muito bom participar porque adquiri mais conhecimentos, o que vai nos ajudar a desenvolver métodos mais modernos na nossa prática”. Da mesma unidade escolar, Maria de Lurdes Pereira, 64, aposta na qualificação do seu trabalho, a partir da capacitação. “As aulas das nutricionistas foram muito boas e vão ser muito importantes para que a gente se qualifique, cada vez mais, na nossa profissão”.
Semana de capacitação – Daniele Freire explica que a atividade será desenvolvida em três momentos ao longo do ano, visando alcançar todos os manipuladores de alimentos das escolas do Estado. A 1ª Semana de Capacitação 2020 reúne manipuladores de alimentos de diversas unidades escolares de Salvador totalizando, neste primeiro momento, cerca de 400 pessoas. Ao final da atividade, os manipuladores participantes recebem certificados atestando sua qualificação.

Estudantes da rede estadual são aprovados em universidades públicas pelo SISU

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é considerado um passaporte para os estudantes que almejam ingressar no ensino superior. Tirar uma boa pontuação na redação do ENEM, que é uma das provas de maior peso, além da nota geral, pode levar o candidato a conseguir a tão sonhada vaga em uma universidade pública. Este é o caso do estudante Gabriel Souza Medrado Nunes, 18, que foi aprovado em Medicina, na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), através do Sistema de Seleção Unificada (SISU), cujo resultado foi divulgado na noite desta terça-feira (28).

Para Gabriel, que acabou de concluir o Ensino Médio, no Colégio Estadual Raphael Serravalle, em Salvador, e tirou 980 pontos na redação do ENEM, o sonho de se tornar médico agora já está prestes a se tornar realidade. “Estou muito feliz com este resultado, pois é algo que eu queria muito e nem parece que é real. Meus familiares não param de chorar e todo mundo está me parabenizando. Vou hoje mesmo na UNEB levar os meus documentos e, agora, já estou na expectativa de começar a estudar”, disse animado o estudante morador do bairro de Fazenda Coutos, no subúrbio ferroviário, que diariamente demorava mais de uma hora para chegar no colégio localizado no bairro na Pituba.

Quem também foi aprovado em Medicina foi Fabrício Costa da Silva, 17, que concluiu o 3º ano no Colégio Estadual Antônio Batista, situado no município de Candiba. Ele foi aprovado na Universidade Federal da Bahia (UFBA), no campus de Vitória da Conquista. Ele obteve 980 pontos na redação do ENEM. A unidade é referência na região por ofertar Educação em Tempo Integral.

Renan Queiroz, 18, concluinte do curso técnico em Administração, do Centro Territorial de Educação Profissional da Bacia do Jacuípe III (CETEP), localizado em Capim Grosso, foi aprovado em Letras, na Universidade de São Paulo (USP). “Estou muito feliz com esta aprovação por meio do SISU, pois agora vou poder estudar em uma grande universidade pública e seguir na carreira acadêmica, pois pretendo fazer mestrado e doutorado. Desejo a todos os estudantes que não desistam e continuem estudando, porque todos os nossos sonhos podem sim se tornar realidade, se assim nós quisermos e nos esforçarmos”, comemorou o estudante, que tirou 960 pontos na redação do ENEM.

Os estudantes Vanilson Pacheco, 17, e Luan Cerqueira, 17, ambos do Colégio Estadual Polivalente de Itambé, localizado no município de Itambé, foram aprovados, respectivamente, em Administração e em Direito, na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). A estudante Natália Cerqueira, 19, do Colégio Estadual José Antônio de Almeida, localizado em Santanópolis, foi aprovada em Geografia na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

Os estudantes do Colégio Estadual Coronel Horácio de Matos, localizado na cidade de Piatã, também foram aprovados. Eloíse Almeida, em Pedagogia, na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB); Ricardo Oliveira, em História, na UFBA e Erica Lúcia, em Nutrição, também na UFBA.

No Colégio Estadual Eurides Santana, localizado em Poções, vários estudantes também foram aprovados. Pedro Nascimento, foi aprovado em Direito na UESB, além de Farmácia e Medicina Veterinária, na UFBA. Maria Luíza Lima, foi aprovada em Agronomia, na UESB; Roberta Luz, em Biotecnologia, na UFBA; Tayrone Santos, em História e Administração, na UESB; Iv Sue Teixeira, em Arquitetura e Urbanismo, na Universidade Federal de Viçosa (UFV); Gustavo Santos, em Física, na UESB; Paula Dias, em Geografia, na UESB; e Gabriela Palmeira, em Ciências Biológicas, na UFBA.Quem também obteve uma boa nota na redação foi Luiz Henrique Andrade, 18, 3º ano, do Colégio Estadual Pedro Calmon, localizado no município de Amargosa, que tirou 940 pontos na redação.

Fabrício Costa
Gabriel Nunes
Renan Queiroz

Matrícula na rede estadual de ensino segue até o dia 3 de fevereiro

A era das novas tecnologias chegou ao universo das matrículas na rede estadual de ensino. Através do SAC Digital, a Bahia se torna o primeiro estado do país a realizar a matrícula on-line, com toda comodidade, através de um computador, um tablet ou do próprio celular. De 20 a 28 de janeiro foram contabilizados mais de 220 mil registros de matrículas nas escolas públicas do Estado, presencialmente ou pelo SAC Digital. No total, mais de 713 mil alunos já estão matriculados para o ano letivo de 2020. Cerca de 480 mil estudantes da rede fizeram a renovação da matrícula entre 21 de novembro e 10 de dezembro.

Para quem ainda não fez a matrícula on-line, de maneira fácil, rápida e segura, a hora é essa. É só baixar o aplicativo SAC Digital no celular, disponível para Android e iOS, fazer o cadastro e se matricular de madrugada, no final de semana, a qualquer hora, sem sair de casa e sem enfrentar filas. A outra possibilidade é através do portal www.sacdigital.ba.gov.br, usando um tablet ou computador, e se matricular em qualquer dia e horário. As matrículas podem ser realizadas para qualquer oferta de ensino até 3 de fevereiro.

O SAC Digital permite, ainda, a verificação de vagas no colégio de interesse do cidadão ou a disponibilidade nas unidades escolares mais próximas de sua residência. Para se matricular através do SAC Digital é só clicar em “Cadastre-se” no menu principal. Em seguida, preencher um formulário. No campo “E-mail”, é necessário informar um e-mail que o usuário costuma acessar. No final do cadastro, será necessário acessar este e-mail para ativar a conta no SAC Digital. A matrícula só poderá ser realizada mediante este cadastro.

O SAC Digital é uma moderna plataforma, que unifica todos os serviços digitais do Estado em um único portal. A matrícula on-line foi incluída nesta plataforma graças à parceria entre a Secretaria da Educação do Estado (SEC), a Secretaria da Administração do Estado (Saeb) e a Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb), com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Fonte: SAEB

Fotos: Josenildo Almeida ASCOM/SEC (foto 1)
            Divulgação/ SAEB (foto 2)

Secretaria de educação implanta a matrícula on-line na rede estadual. Foto: Camila Souza/GOVBA

Secretaria da Educação do Estado lança curso de qualificação profissional em Auxiliar Administrativo para Pessoas com Deficiência

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia lançou, nesta quarta-feira (15), no auditório da instituição, em Salvador, o curso de qualificação profissional em Auxiliar Administrativo para pessoas com deficiência. O público-alvo são egressos do ensino médio entre 2015 e 2019, e concluintes em 2020 da rede estadual de educação. O curso, que possui 240 vagas, será ministrado pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), para garantir a continuidade do trabalho inclusivo iniciado na Educação Básica e oportunizar o ingresso dessas pessoas no mercado de trabalho através do Programa Primeiro Emprego. As aulas estão previstas para serem iniciadas entre março e abril deste ano.

Com carga horária de 240 horas, o curso acontecerá em quatro polos, em seis escolas, atendendo 72 escolas da rede, centros e conveniadas. As unidades escolares são: Colégio Estadual Roberto Santos; Colégio Estadual Rotary; Colégio Estadual Satélite; Colégio Estadual Euricles de Matos, Colégio Estadual Manoel Devoto; e Colégio Estadual Abílio César Borges.

O subsecretário da Educação do Estado, Danilo Souza, destacou a importância da inserção desses jovens no Programa Primeiro Emprego por meio do curso.  “Para o secretário Jerônimo Rodrigues e o governador Rui Costa a pauta da inclusão e da justiça social é fundamental, pois nós acreditamos, lutamos e estamos envolvidos. Particularmente, lá na subsecretaria temos colaboradores do Programa Primeiro Emprego, que se dedicam e se deparam com questões complexas de um Estado que tem uma rede enorme de educadores e de escolas. O depoimento que nós temos do trabalho deles é de que há um engajamento muito forte e, isso, nos faz entender que são capazes e que precisam de oportunidades e eles se sentem valorizados”, afirmou.

A professora da UNEB e coordenadora do curso, Rita Carvalho, falou sobre a finalidade do curso. “A UNEB será a executora do curso com professores especialistas e apoio pedagógico especializado para que este sujeito consiga, além da qualificação específica na área administrativa, desenvolver o empoderamento para que ele se sinta de verdade parte da instituição que vai recebê-lo no Programa Primeiro Emprego”.

Mobilização em rede – A iniciativa é uma parceria da Secretaria da Educação do Estado com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Casa Civil, Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Secretaria de Trabalho Empreso e Renda (SETRE) e Fundação Luís Eduardo Magalhães.

O evento de lançamento do curso também contou com a presença da superintende de Políticas para a Educação Básica da SEC, Manuelita Brito; do coordenador Executivo de Projetos Estratégicos da SEC, Marcius de Almeida Gomes; da diretora de Educação e Suas Modalidades da SEC, Thamires Vasconcelos; da coordenadora de Educação Especial da SEC, Marlene Cardoso; do representante da Casa Civil, Almerico Lima; do presidente da Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM); Rodrigo Hita e demais convidados. 

Foto: Josenildo Almeida ASCOM/SEC

Polícia Militar divulga resultado do sorteio eletrônico para CPM e creche

Polícia Militar da Bahia divulgou, nesta segunda-feira (13), o resultado do sorteio eletrônico para admissão de alunos nas 15 unidades do Colégio da Polícia Militar (CPM) e da Creche da PM Nossa Senhora das Graças/CMEI para o ano letivo de 2020.

Confira o resultado (http://www.pm.ba.gov.br/homepmbacpmsorteio.html)

CPM no estado – A PMBA dispõe de 15 unidades do colégio em todo estado e 12.814 alunos. Além dos cinco colégios na capital (Dendezeiros, Luiz Tarquínio, Ribeira, Lobato e Cajazeiras), os CPM estão distribuídos nas cidades de Teixeira de Freitas, Alagoinhas, Ilhéus, Itabuna, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Candeias, Juazeiro, Jequié e Barreiras.

Fotos paula Fróes GOVBA

Estudantes de todo o Estado apresentam 240 projetos na Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia

Com projetos que aliam a construção do saber à pesquisa científica e ao estudo de inovações, estudantes de toda a Bahia participam, a partir desta terça-feira (10) até quinta-feira (12),  da 8ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA), no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas. Promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), a FECIBA foi aberta oficialmente, na tarde desta terça, pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, e contou com a presença da secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Adélia Pinheiro. A feira é aberta ao público e acontece das 8h30 às 18h.

O secretário da SEC, Jerônimo Rodrigues, ressaltou o papel da FECIBA na aprendizagem dos estudantes. “É um momento em que se unem escolas de toda a Bahia e de todos os tamanhos, sejam as de grande, médio ou pequeno porte. Com 240 projetos, mostramos o rico desenvolvimento da pesquisa científica na rede estadual, envolvendo as diversas áreas do conhecimento como Matemática, Química, Física e História. Isso nos orgulha porque mostra o empenho de nossos professores e das escolas em ofertar uma Educação de qualidade aos nossos jovens”, destacou.

A secretária de Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, também destacou a FECIBA como um grande ambiente de aprendizado. “É uma alegria ver tanta gente em um momento de ebulição de saberes. Estamos abertos para o mundo no seu presente, mas vinculados na construção do futuro. Queremos construir por meio da ciência, da tecnologia, da inovação e do empreendedorismo, um futuro que nos proporcione qualidade de vida e sustentabilidade. Parabéns ao Governo da Bahia que possui esta visão quando dá enorme importância ao tema na Educação” declarou.

O coordenador de projetos estratégicos da SEC, Marcius Gomes, falou da importância da educação científica. “Temos o compromisso de pensar as políticas educacionais de forma ampla e integrada aos setores da Secretaria. A Educação Científica ganhou um novo papel nesta estratégia, pois a nossa missão é incluir o estudo da educação científica no currículo da Educação Básica, utilizando o trabalho já desenvolvido pelo programa Ciência na Escola”, afirmou. 

 Protagonismo e criatividade

O estudante Nicássio Reis, 18, do Colégio Estadual Vila São Joaquim, em Sobradinho, é um dos 480 expositores da FECIBA. Ele falou da oportunidade de criar um projeto reconhecido na região. “Pudemos desenvolver um projeto que tem a proposta de transformar um carro pipa em um carro de bombeiro para ajudar no combate ao fogo. Com um custo de menos de 12 mil reais, as prefeituras podem incluir esta ferramenta nas cidades e ajudar bastante no combate a este problema. Como resultado, a escola ganhou cinco bolsas do Corpo de Bombeiro de Juazeiro, e estamos aprendendo muito sobre o trabalho da corporação”, contou o estudante, que desenvolveu o projeto com seu colega Andérsson Galdino e a professora Maria Aparecida Nunes.

Para a estudante Anna Caroline Andrade, 16, do Colégio Estadual Professora Nilde Maria Monteiro Xavier, em Palmeiras, poder aliar a teoria e à prática é um grande diferencial dos projetos da FECIBA. “Esta foi a nossa proposta com o projeto do ‘Braço Mecânico Hidráulico’, mostrar que podemos utilizar o que aprendemos em sala de aula. Queremos que os jovens sejam protagonistas do conhecimento. Em nosso projeto o braço se move a partir da pressão da água, ou seja, ele abrange a hidrostática e o princípio de Pascal”, explicou a estudante, que desenvolveu o trabalho junto com a colega Gabriela Guedes e a professora Nielly Aialla Costa.

*Inclusão* – Durante a cerimônia de abertura, a estudante cega, Salety Menezes, 16, do Colégio Estadual Professor Carlos Valadares, do município de Santa Bárbara, contou como os projetos mudaram a sua vida, possibilitando inclusão e autonomia. “Participando do desenvolvimento de projetos científicos, eu percebi que tinha condições de produzir grandes trabalhos. Este ano, estou apresentando um projeto de qualidade de vida e sustentabilidade e a escola vem me mostrando que posso ser protagonista do conhecimento. Com certeza continuarei a participar de mais projetos”, disse.

Na programação do primeiro dia foram realizadas mesas redondas, apresentações culturais, mostra dos projetos estratégicos da SEC e oficinas do Centro Juvenil de Ciência de Cultura (CJCC).

A atividade contou com a participação do subsecretário da SEC, Danilo Souza; da coordenadora de Juventude da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Fernanda Sampaio; e do diretor geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (SUDESB), Vicente Neto.